terça-feira, 6 de julho de 2010

GÊNERO TEXTUAL "POEMA II"

Dicas de Poemas para você trabalhar em sala


A CASA

Vinícius de Moraes
Era uma casa
Muito engraçada
Não tinha teto
Não tinha nada
Ninguém podia
Entrar nela não
Porque na casa
Não tinha chão
Ninguém podia
Dormir na rede
Porque na casa
Não tinha parede
Ninguém podia
Fazer pipi
Porque penico
Não tinha ali
Mas era feita
Com muito esmero
Na Rua dos Bobos
Número Zero.


A MINHOCA


Elias José
A minhoca sai da toca
e se estica e se enrosca.
O pescador quer pegar
a pobre da minhoca.
A galinha quer comer
a saborosa minhoca.
O moleque quer espremer
pra separar terra e minhoca.
A minhoca ,que não é tonta ,
logo se estica e se enrola.
A terra enterra a minhoca
e ninguém viu a sua toca.
Lá de sua toca,toda torna,
torce de rir a levada minhoca.



LEILÃO DE JARDIM

Cecília Meireles
Quem me compra um jardim com flores?
borboletas de muitas cores,
lavadeiras e passarinhos,
ovos verdes e azuis
nos ninhos?
Quem me compra este caracol?
Quem me compra um raio de sol?
Um lagarto entre o muro e a hera,
ma estátua da Primavera?
Quem me compra este formigueiro?
E este sapo, que é jardineiro?
E a cigarra e a sua canção?
E o grilinho dentro do chão?
(Este é meu leilão!)



RIMAS MALUCAS

Elias José
Cada macaco,
Com seu caco.
Cada galinha,
Com sua linha.
Cada vaca,
Com sua jaca.
Cada coelho,
Com seu espelho.
Cada gato,
Com seu rato.
Cada pato,
Com seu prato.
Cada marreco,
com seu eco.
Cada elefante,
Com seu turbante.
Cada leão,com seu jubão.
Cada peru,
Com seu gluglu.
Cada tucano,
Com o seu cano.



Inutilidades

José Paulo Paes.
Ninguém coça as costas da cadeira.
Ninguém chupa a manga da camisa.
O piano jamais abana a cauda.
Tem asa, porém não voa, a xícara.
De que serve o pé da mesa se não anda?
E a boca da calça se não fala nunca?
Nem sempre o botão está na sua casa.
O dente de alho não morde coisa alguma.
Ah! Se tratassem os cavalos do motor...
Ah! Se fosse até o circo o macaco do carro...
Então a menina dos olhos comeria
Até o bolo esportivo e bala de revólver.



A Língua de Nhem

Cecília Meireles
Havia uma velhinha
que andava aborrecida
pois dava a sua vida
para falar com alguém.

E estava sempre em casa
a boa velhinha
resmungando sozinha:
nhem-nhem-nhem-nhem-nhem-nhem...

O gato que dormia
no canto da cozinha
escutando a velhinha,
principiou também

a miar nessa língua
e se ela resmungava,
o gatinho a acompanhava:
nhem-nhem-nhem-nhem-nhem-nhem...

Depois veio o cachorro
da casa da vizinha,
pato, cabra e galinha
de cá, de lá, de além,

e todos aprenderam
a falar noite e dia
naquela melodia
nhem-nhem-nhem-nhem-nhem-nhem...

De modo que a velhinha
que muito padecia
por não ter companhia
nem falar com ninguém,

ficou toda contente,
pois mal a boca abria
tudo lhe respondia:
nhem-nhem-nhem-nhem-nhem-nhem...



Convite

José Paulo Paes
Poesia
é brincar com palavras
como se brinca
com bola, papagaio, pião.

Só que
bola, papagaio, pião
de tanto brincar
se gastam.

As palavras não:
quanto mais se brinca
com elas
mais novas ficam.

Como a água do rio
que é água sempre nova.
Como cada dia
que é sempre um novo dia.

Vamos brincar de poesia?



DA DISCRIÇÃO

Mário Quintana
Não te abras com teu amigo
Que ele um outro amigo tem.
E o amigo do teu amigo
Possui amigos também...


Raridade

José Paulo Paes.
A arara
é uma ave rara
pois o homem não pára
de ir ao mato caçá-la
para a pôr na sala
em cima de um poleiro
onde ela fica o dia inteiro
fazendo escarcéu
porque já não pode voar pelo céu.
E se o homem não pára
de caçar arara,
hoje uma ave rara,
ou a arara some
ou então muda seu nome
para arrara.





Pássaro Livre

Sidônio Muralha
Gaiola aberta.
Aberta a janela.
O pássaro desperta.
A vida é bela.

A vida é bela.
A vida é boa.

Voa, pássaro, voa.



Brincadeira de Crianças

Aline Vonzodas Garroux
Todo mundo brinca
Não importa sua raça.
Vem aqui comigo,
Senão não vai ter graça...

A gente brinca de pega-pega,
E também de pik-esconde,
Que tal de cobra-cega,
Vamos brincar aonde?

Boa idéia a sua,
No parque é muito bom.
Porque ela é branca
E ele é marrom?

Ora neném,
Cada um tem sua cor.
Veja você,
É um bem claro marrom...

Polícia e ladrão,
Elástico e corda,
Passa-anel e babalu,
A gente sempre recorda...

2 comentários:

  1. Adorei seu blog. As crianças precisam aprender a gostar de poesias. Parabéns

    ResponderExcluir
  2. quero agradecer , as suas atividades são maravilhosas. muito obrigada.

    ResponderExcluir

Oiiiieee!!!

10 Motivos para você fazer um Curso 24 Horas. Visite e saiba mais...

1- Rápido e Prático 2 - Valores acessíveis 3 - Flexibilidade 4 - Não necessita se locomover 5 - Banco de Currículos 6 - Certificado válido em todo país 7 - Empresa mantenedora ABED 8 - Funcionários treinados 9 - Seu currículo fica atualizado 10 - Professores altamente qualificados
Cursos Online com Certificado
Cursos 24 Horas - Cursos Online a partir de R$ 20

Minha Turminha - 3ª Fase - 1º Ciclo - Trabalhando no Projeto "Animais em Extinção"

Minha Turminha - 3ª Fase - 1º Ciclo - Trabalhando no Projeto "Animais em Extinção"

Alimente a Pit, clicando na ração.

LinkWithin

Bornes relacionados com Miniaturas