terça-feira, 6 de julho de 2010

Mais poemas para a sua sala de aula

São dicas que já usei em sala e as crianças gostaram muito.
TREM DE FERRO


MANUEL BANDEIRA
Café com pão
Café com pão
Café com pão

Virgem Maria que foi isto maquinista?

Agora sim
Café com pão
Agora sim
Café com pão
Voa, fumaça
Corre, cerca
Ai seu foguista
Bota fogo
Na fornalha
Que eu preciso

Muita força

Muita força

Muita força

Oô..

Foge, bicho
Foge, povo
Passa ponte
Passa poste
Passa pato
Passa boi
Passa boiada
Passa galho
De ingazeira
Debruçada
Que vontade
De cantar!

Oô...

Quando me prendero
No canaviá
Cada pé de cana
Era um oficia

Ôo...

Menina bonita
Do vestido verde
Me dá tua boca
Pra matá minha sede

Ôo...

Vou mimbora voou mimbora
Não gosto daqui
Nasci no sertão
Sou de Ouricuri

Ôo...

Vou depressa
Vou correndo
Vou na toda
Que só levo

Pouca gente

Pouca gente

Pouca gente...


QUADRILHA

Carlos Drummond de Andrade
João amava Tereza que amava Raimundo
que amava Maria que amava Joaquim que amava Lili
que não amava ninguém.
João foi para os Estados Unidos, Tereza para o convento,
 Raimundo morreu de desastre, Maria ficou para tia,
Joaquim suicidou-se e Lili casou com J. Pinto Fernandes
que não tinha entrado na história.


O Bicho-Papão

Rosa Clement
Será que alguém já viu
se o tal bicho-papão
tem cara de bolacha
ou tem cara de pão?

Será que ele aparece
na forma de um balão,
se estica pela brecha
e aguarda no colchão?

E quando chega a noite
em plena escuridão
vai embaixo da cama
virar o comilão?

Será que seu cardápio
varia a refeição?
Terá raposa, lobo,
ou só frango e leitão?

Será que sua voz
tem rugido de leão?
ou será que ele chama
cantando uma canção?

Adultos me respondam
a última questão.
Quem será que inventou
esse bicho-papão?


O BURACO DO TATU

Sérgio Capparelli
O tatu cava um buraco
a procura de uma lebre,
quando sai pra se coçar,
já está em Porto Alegre.

O tatu cava um buraco,
e fura a terra com gana,
quando sai pra respirar
já está em Copacabana.

O tatu cava um buraco
e retira a terra aos montes,
quando sai pra beber água
já está em Belo Horizonte.

O tatu cava um buraco,
dia e noite, noite e dia,
quando sai pra descansar,
já está lá na Bahia.

O tatu cava um buraco,
tira terra, muita terra,
quando sai por falta de ar,
já está na Inglaterra.

O tatu cava um buraco
e some dentro do chão,
quando sai pra respirar,
já está lá no Japão.

O tatu cava um buraco
com as garras muito fortes,
quando quer se refrescar
já está no Pólo Norte.

O tatu cava um buraco
um buraco muito fundo,
quando sai pra descansar
já está no fim do mundo.

O tatu cava um buraco
perde o fôlego, geme, sua,
quando quer voltar atrás,
leva um susto, está na lua.



Pardalzinho

Manuel Bandeira
O pardalzinho nasceu
Livre. Quebraram-lhe a asa.
Sacha lhe deu uma casa,
Água, comida e carinhos.
Foram cuidados em vão:
A casa era uma prisão,
O pardalzinho morreu.
O corpo Sacha enterrou
No jardim; a alma, essa voou
Para o céu dos passarinhos!


BRINCANDO DE NÃO ME TOQUE


Elias José
Não me olhe de lado
que eu não sou melado.
Não me olhe de banda
que eu não sou malandra.
Não me olhe de frente
que eu não sou parente.
Não me olhe de trás
que eu não sou rapaz.
Não me olhe no meio
que eu não sou recheio.
Não me olhe na janela
que eu não sou panela.
Não me olhe da porta
que eu não sou torta.
Não me olhe do portão
que eu não sou ___________.
Não me olhe no olho
que eu não sou ___________.
Não me olhe na mão
que eu não sou ___________.
Não me olhe no joelho
que eu não sou ___________.
Não me olhe no pé
que eu não sou ___________.
Não me olhe de baixo
que eu não sou ___________.
Não me olhe de cima
que acabou a ____________.

DO AMOROSO ESQUECIMENTO

Mário Quintana
Eu, agora - que desfecho!
Já nem penso mais em ti...
Mas será que nunca deixo
De lembrar que te esqueci?


O bicho

Manuel Bandeira
Vi ontem um bicho
Na imundície do pátio
Catando comida entre os detritos.
Quando achava alguma coisa,
Não examinava nem cheirava:
Engolia com voracidade.
O bicho não era um cão,
Não era um gato,
Não era um rato.

O bicho, meu Deus, era um homem.

Espero que estas poesias possam ajudar você em sua sala de aula.
Beijos...
Jan

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oiiiieee!!!

10 Motivos para você fazer um Curso 24 Horas. Visite e saiba mais...

1- Rápido e Prático 2 - Valores acessíveis 3 - Flexibilidade 4 - Não necessita se locomover 5 - Banco de Currículos 6 - Certificado válido em todo país 7 - Empresa mantenedora ABED 8 - Funcionários treinados 9 - Seu currículo fica atualizado 10 - Professores altamente qualificados
Cursos Online com Certificado
Cursos 24 Horas - Cursos Online a partir de R$ 20

Minha Turminha - 3ª Fase - 1º Ciclo - Trabalhando no Projeto "Animais em Extinção"

Minha Turminha - 3ª Fase - 1º Ciclo - Trabalhando no Projeto "Animais em Extinção"

Alimente a Pit, clicando na ração.

LinkWithin

Bornes relacionados com Miniaturas